Colunista Roberto Notícia

  • Manoel Júnior quer apoio de Luciano Cartaxo para disputar o Senado junto com Cássio na chapa de Lucélio

    14/05/2018

     Pré-candidato ao Senado Federal, o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), disse na tarde desta sexta-feira (11), em entrevista à Rádio Arapuan, que espera contar com o apoio do prefeito Luciano Cartaxo.

    “Ele sinalizava, lá atrás, que havia apoio ao nosso nome para uma candidatura majoritária se assim eu me determinasse. Tenho contribuído para a cidade e para o governo dele além de termos uma relação pessoal muito boa”, disse Manoel Júnior.

    Ele disse que caberá ao presidente do PSC, Marcondes Gadelha, negociar espaço em outras composições, uma vez que, para ele, já está fechada a chapa encabeçada pelo empresário Lucélio cartaxo (PV), que tem como pré-candidatos ao Senado os senadores Raimundo lira (PSD) e Cássio Cunha lima (PSDB).

    Entre as opções apontadas por ele, estão as chapas encabeçadas por João Azevedo (PSB), senador José Maranhão (PMDB) e a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), que hoje confirmou que é, sim, pré-candidata ao governo do Estado.

    Segundo Manoel Júnior, que não teme a disputa com tantas candidaturas ao Senado, “tudo é possível dentro daquilo que é permitido”. 

    Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

    http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

    http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

    Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

    Da Redação com Roberto Noticia

     

  • Raimundo Lira abre porta para uma recomposição política com o governador

    14/05/2018

     O senador Raimundo Lira, aparentemente, decidiu se recompor com o governador Ricardo Coutinho. Várias pessoas que estavam no velório de Rômulo Gouveia, neste domingo (dia 13), testemunharam quando Raimundo Lira, após cumprimentar o governador, disse que estaria aberto para uma reconciliação política, visando compor a chapa de João Azevedo.

    Havia várias lideranças políticas no velório que puderam acompanhar o diálogo do senador com o governador. Uma aproximação do PSD com o esquema do governador vinha sendo rejeitada pelo ex-deputado Rômulo Gouveia. Por outro lado, na manhã desta segunda, Raimundo Lira chegou a sugerir que a deputada Eva Gouveia assuma o comando do partido no Estado.

    Leia mais notícias no portal www.1001noticias.com.br –

    http://www.1001noticiasfm.com/ http://www.1001noticias.com.br/blog/

    http://www.tv1001noticias.com.br/ no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

    Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11.

    Da Redação com Roberto Noticia e Helder Moura

     

  • Bolsonaro mantém liderança em cenário sem Lula, diz pesquisa CNT

    14/05/2018

     O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) manteve a liderança nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de acordo com pesquisa MDA divulgada nesta segunda-feira pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). Em comparação com o levantamento de dois meses atrás, Bolsonaro oscilou para baixo, dentro da margem de erro, e aparece com 18,3%.
    Ele é seguido pela ex-senadora Marina Silva (Rede) e pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que registraram, respectivamente, 11,2% e 9,0% das intenções de voto. Quase no limite da margem, de 2,2% para mais ou para menos, aparece o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano caiu mais de três pontos em relação ao levantamento de março – eram 8,6%, agora são 5,3%.

    Na sequência, apareceriam o senador Álvaro Dias (Pode), com 3,0%; o ex-prefeito Fernando Haddad (PT), com 2,3%; o ex-presidente Fernando Collor (PTC), com 1,4%; a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB), com 0,9%; o líder do MTST Guilherme Boulos (PSOL), com 0,6%; o empresário João Amoêdo (Novo), com 0,6%; o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB), com 0,5%, o empresário Flávio Rocha (PRB), com 0,4%; o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), com 0,4% e o ex-presidente do BNDES Paulo Rabello (PSC), com 0,1%.

    Os brancos e nulos somam 29,6% e os indecisos são 16,1%.

    Com Lula
    Apesar de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estar inelegível pelo atual entendimento da Lei da Ficha Limpa, ele, se puder disputar, lideraria com folga a simulação de primeiro turno, com 33,4% das intenções de voto. O segundo turno seria contra Bolsonaro, que, nesse cenário, apareceria com 16,7%.

    Na sequência, Marina (Rede), Ciro (PDT), Alckmin (PSDB) e Álvaro Dias (Podemos) aparecem empatados dentro da margem de erro, com, respectivamente, 7,6%, 5,4%, 4,0% e 2,5%. Todos os demais candidatos não alcançariam 1,0% das intenções de voto.

    Os dados foram coletados entre os dias 9 e 12 de maio, com margem de erro de 2,2% e nível de confiança de 95%. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 unidades federativas. A realizadora é o instituto MDA, contratado pela CNT. O número de registro do levantamento é o BR-09430/2018.

     

Anterior - 1 - 2 - (3) 4 5 6 - Próxima