Colunista Roberto Notícia

  • O que ocorrerá na Paraíba a partir de 2019 quando um dos atuais candidatos assumir o Governo

    27/07/2018

     O que ocorrerá na Paraíba, a partir de 1º de janeiro, com a eleições de um dos pré-candidatos até agora lançados? A preço de hoje, há as postulações em cena de João Azevedo (PSB), Lígia Feliciano (PDT), Lucélio Cartaxo (PV), Rama Dantas (PSTU), Tárcio Teixeira (PSol) e Zé Maranhão (MDB). Um deles, claro, assumirá o Governo do Estado. E o que mudará?

    Bem, meu caro Paiakan, em caso de eleição de Rama ou Tárcio, teríamos uma mudança radical no modo de administrar. Os dois candidatos representam a extrema esquerda, e, certamente, iriam querer implantar o seu modo ideológico de gerenciar o Estado. As pesquisas não favorecem os dois candidatos, pelo menos até o momento. Mas, a campanha ainda nem começou.

    Uma eventual eleição de Azevedo manteria, obviamente, Ricardo Coutinho no comando das ações na Paraíba. Ricardo tem dito que não gostaria de passar o Governo para um gestor que não seguisse a sua cartilha. Além do mais, a eleição de João daria a Ricardo um prestígio extraordinário, por emplacar um candidato que, segundo as primeiras pesquisas, teria poucas chances na disputa.

    Caso Lígia Feliciano venha a se eleger, num cenário em que se apresenta, curiosamente, como oposição a João Azevedo e, de outro lado, como candidata da continuidade do Governo RC, teríamos um quadro inusitado, onde, muito provavelmente, o deputado Damião Feliciano teria um papel preponderante na gestão, que, ironicamente, não teria o perfil do atual governador.

    Uma eleição de Lucélio ao Governo promoveria uma situação singular por, pelo menos, dois anos, com dois irmãos gerindo a Paraíba e a Capital do Estado (Luciano). Já houve uma cenário semelhante, antes, quando Ronaldo Cunha Lima foi governador da Paraíba, e, por dois anos, seu filho, Cássio, foi prefeito de Campina Grande. Uma afinação que, aliás, muito beneficiou a cidade.

    Já uma eleição do senador Zé Maranhão promoveria, de prima, a assunção de sua atual primeira-suplente, Nilda Gondim, ao Senado Federal. Algo que poderia, inclusive, suscitar a possibilidade de mãe (Nilda) e filho assumirem o Senado, simultaneamente, já que o deputado Veneziano, como se sabe, disputa a senatoria na chapa de João Azevedo.

    Eis, em resumo, o desenho e as projeções, meu caro Paiakan, para quem gosta de especular o futuro depois das urnas.

    Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

     

    http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

     

    http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

     

    Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

     

    Da Redação com Roberto Noticia e Helder Moura 

     

  • Cartaxo ironiza boatos do governador e aliados: “Quem esperava que Lucélio não seria candidato quebrou a cara”

    23/07/2018

     O prefeito Luciano Cartaxo ironizou, nesse final de semana, declarações do governador Ricardo Coutinho e aliados, insinuando repetidamente que Lucélio Cartaxo iria desistir da disputa ao Governo do Estado: “Quem especulou sobre isso, quebrou a cara. Lucélio está consolidado pelo PV e terá o apoio de um importante arco de alianças.”

    E ainda: “Já há oito partidos formalmente alinhados com a candidatura de Lucélio e outros estão por vir. Nós teremos uma grande convenção dia 5 de agosto, exatamente no aniversário de João Pessoa. Então, aquelas aves agourentas que apostaram na desistência de Lucélio, quebraram a cara. Lucélio, não apenas é candidato, como está montando uma chapa muito, muito forte.”

    Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

    http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

    http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

    Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

    Da Redação com Roberto Noticia  e Helder Moura

     

  • Ar condicionado a 24 °C. Economize doença e energia

    23/07/2018

     Adoro frio. Natural. O de Bananeiras, então… Já o frio de ar condicionado… Só acho bom quando os donos dos ambientes fechados que frequento (cinemas, consultórios médicos, shoppings e restaurantes, principalmente) lembram ou sabem da existência de uma coisa chamada conforto térmico.

    Lamentavelmente, em João Pessoa raramente empresário de qualquer dos ramos citados importa-se com a saúde da clientela nesse particular. O frozen, como diria Bruno Filho, é a regra. Até mesmo em clínicas que (em tese) tratam doenças respiratórias. Outro dia, quase sem voz, respirando pela boca e tossindo incessantemente, recorri a um desses serviços de urgência. Lá dentro, fui bombardeado por ventos de potentes splits a 21 graus.

    Reclamei. Falei com a moça do balcão que me encaminhava a um dos médicos em atendimento. Disse-lhe que era absurdo manter as salas naquela temperatura, capaz de provocar um choque térmico nos pacientes que do lado de fora, a céu aberto, iriam enfrentar de 28 °C pra cima. As paredes do ‘pronto-socorro’ devem ter prestado mais atenção neste reclamão aqui.

    Já a médica que me atendeu, a quem também prestei queixa, nem fazer que me ouvia fez. Cortou-me a reclamação perguntando se eu tinha alergia a algum medicamento, enquanto teclava no computador a requisição dos indefectíveis exames clínicos ou radiológicos que engordam a receita (financeira) da casa. Ainda bem que consulta nos otorrinos de hoje em dia demora pouco, muito pouco, pouquíssimo.

    Menos de dez minutos depois de entrar na sala da doutora, de receita (médica) na mão fui embora me convencendo intimamente que essa medicina totalmente dependente de aparelhos, do gênero linha de produção, deve ter alguma parcela de culpa por tanta automedicação no Brasil. Se de um lado afugenta pacientes resmungões feito este blogueiro, do outro faz a festa da indústria farmacêutica, especialmente das marcas que garantem prescrições automáticas ou recorrentes nas clínicas parceiras.

    Bem, mas o caso aqui é despertar interesse – quem sabe uma campanha – de combate ao excesso de frio em lugares de fruição coletiva, seja para lazer, seja para justificar minimamente planos de saúde tão caros quanto os que pagamos. O objetivo é chamar a atenção, inclusive das autoridades ambientais e sanitárias, para botar na cabeça dessa gente que ar refrigerado não tem que ficar no frio máximo sempre para mostrar que seu aparelho ou sistema é “bom de torar”.

    Só fico imaginando esse pessoal vendendo equipamentos de som. Coitados dos ouvidos de quem entrar na loja. Quanto aos frozenistas juramentados, garanto-lhes que há estudos técnicos abalizados que elegeram 23 ou 24 graus Celsius (a depender do tanto de gente a refrescar) como a temperatura boa e bacana para um país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza. Além de tudo, naquele grau o aparelho consome menos energia.

    Manter seu split em 23 ou 24 °C é tudo de bom, portanto. Especialmente se a gente vive em uma região como o Nordeste onde a temperatura média anda pela casa dos 27 °C. O que torna verdadeiramente insuportável encarar os 16 ou 17 graus que já vi no mostrador luminoso de uma das usinas de frio do lugar onde costumo tomar meu café da manhã. Ainda bem que o dono do pedaço entendeu e maneirou na pegada de ar. Literalmente.

    Pra esquentar, digo, pra terminar, recordo que em espaços cibernéticos ou impressos bem mais vistosos, que me couberam em passado recente, fiz campanha por faixa de pedestres, regularização de calçadas, combate à poluição sonora, fim de estacionamentos privados nas ruas da Capital… Todas parcialmente bem sucedidas porque conseguiram sensibilizar autoridades da vez nas esferas estadual e municipal. Ajudem aí e espalhem mais essa, portanto. Será bom pra todo mundo.

     

    Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br 

    http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

    http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

    Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

    Da Redação com Roberto Noticia  e Rubens Nóbrega

     

Anterior - 1 - 2 - 3 - (4) 5 6 7 - Próxima