Caixa reduz juros para financiar imóveis; taxa mínima cai para 6,75% ao ano

30/10/2019
A Caixa Econômica Federal anunciou hoje redução nos juros para financiamento de imóveis com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). A taxa mínima caiu 0,75 ponto percentual, de 7,5% ao ano mais TR para 6,75% ao ano mais TR
A Caixa Econômica Federal anunciou hoje redução nos juros para financiamento de imóveis com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). A taxa mínima caiu 0,75 ponto percentual, de 7,5% ao ano mais TR para 6,75% ao ano mais TR

 A Caixa Econômica Federal anunciou hoje redução nos juros para financiamento de imóveis com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). A taxa mínima caiu 0,75 ponto percentual, de 7,5% ao ano mais TR para 6,75% ao ano mais TR. A TR é a Taxa Referencial, que atualmente está zerada. Os juros máximos caíram 1 ponto percentual, de 9,5% mais TR para 8,5% mais TR. 

Os novos percentuais só valem para novos contratos e entram em vigor em 6 de novembro. No site da Caixa é possível fazer simulações de valores.

É a terceira redução nos juros do financiamento imobiliário da Caixa neste ano e a segunda no mês de outubro.

A medida abrange tanto as linhas do SFH (Sistema Financeiro de Habitação), para imóveis de até R$ 1,5 milhão e que permite o uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), quanto as do SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), para imóveis acima de R$ 1,5 milhão e sem a possibilidade de uso do fundo.

O anúncio foi feito antes da divulgação da decisão do Banco Central sobre a taxa básica de juros, a Selic. A expectativa do mercado é de corte de 0,5 ponto percentual.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que, com juros menores, haverá maior demanda por imóveis e que as novas taxas fazem a faixa 3 do programa Minha Casa Minha Vida perder competitividade.

“A faixa 3 passa a não ser mais competitiva. A faixa 3 basicamente perde competitividade. Atualmente, estaria a 7,93% a 8,47%”, afirmou.

Caixa lança aplicativo para baixa renda

 

O banco público também anunciou o lançamento do aplicativo “Caixa Tem” para clientes de baixa renda e beneficiários de programas sociais. Nele, será possível realizar pagamentos de contas, transferências e consultas ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), ao Bolsa Família e a outros serviços. 

Para usar o aplicativo, o usuário precisa inserir o CPF e a senha, que é a mesma para realizar transações. Pelo menos 10 mil clientes já usaram o aplicativo, que está disponível para ser baixado.




Outras Notícias