Fluminense perde para CSA no Maracanã, entra na zona de rebaixamento e Diniz balança

18/08/2019
O Fluminense recebeu o CSA neste domingo (18), no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi derrotado por 1 a 0, gol de Jonatan Gomez
O Fluminense recebeu o CSA neste domingo (18), no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi derrotado por 1 a 0, gol de Jonatan Gomez

 O Fluminense recebeu o CSA neste domingo (18), no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi derrotado por 1 a 0, gol de Jonatan Gomez. Com o resultado, que foi também a primeira vitória dos alagoanos como visitante, o técnico Fernando Diniz, que já vinha tendo seu trabalho questionado, fica mais perto de uma possível demissão.

 

 

 

O resultado deixa os cariocas na zona de rebaixamento, na 17ª posição com apenas 12 pontos. Os alagoanos ocupam a 18ª colocação, com 11 pontos. Na próxima rodada, o Fluminense visitaria o Palmeiras, mas a partida foi adiada.

A equipe volta a entrar em campo na quinta-feira (22), pela Copa Sul-Americana, contra o Corinthians. No próximo domingo (25), o CSA recebe o Cruzeiro, às 19h (Brasília), pelo Brasileirão.

 

 

 

 

Primeira vitória como visitante

O jogo parecia se arrastar para um empate até os 35 minutos do segundo tempo, quando o CSA fez o único gol da partida. Ricardo Bueno fez jogada pela esquerda e cruzou para a área, Jean Cléber ajeitou para Jonatan Gomez e o argentino bateu no cantinho, sem chance para Muriel, marcando o primeiro gol do CSA fora de Alagoas no campeonato e garantido a primeira vitória da equipe como visitante neste Brasileirão.

Roda, roda, roda e não cria...

 

 

 

 

O Fluminense teve o maior controle da posse de bola, mas não conseguiu transformar esse domínio em oportunidades de gol, principalmente na primeira etapa. A equipe rodou bastante a bola na entrada da área do CSA, mas não conseguiu ter profundidade e ser incisiva. Apesar do alto número de finalizações (quase 30), a maioria foi de fora da área ou em situações de desespero.

No segundo tempo, as duas grandes chances tricolores na equipe. Marcos Paulo serviu Brenner e o atacante cabeceou no travessão. No rebote, Yony González tentou, também de cabeça, mas a bola explodiu na defes. Ganso também teve ótima chance de marcar, mas, livre na marca do pênalti e de frente para o gol, mandou a bola por cima do travessão.

Protestos da torcida

Durante os minutos finais, a torcida entoou cantos de "vergonha, time sem vergonha" e gritou contra o técnico Fernando Diniz.




Outras Notícias