Raquel Dodge pede revogação de prisões de amigos de Temer

31/03/2018

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu, neste sábado (31/3), a revogação das 13 prisões da Operação Skala, que levou à carceragem da Polícia Federal, entre outras pessoas, dois amigos do presidente Michel Temer (MDB): o advogado José Yunes e o Coronel Lima O pedido foi direcionado ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).
Ao pedir a revogação, a PGR afirma que o objetivo das prisões, de instruir as investigações em curso, já foi cumprido. As prisões temporárias dos alvos da operação terminariam segunda-feira (2/4).

A operação foi deflagrada na quinta-feira (29), no âmbito do inquérito que apura possíveis irregularidades na edição do Decreto dos Portos. Como justificativa para o pedido, a procuradora-geral explica que as medidas cumpriram o objetivo legal. A PGR lembra que foram cumpridas as medidas de busca e apreensão de prisões autorizadas pelo relator do inquérito, com exceção de três pessoas que não tiveram os mandados de prisão executados por estarem no exterior, “mas dispostos a se apresentarem à autoridade policial tão logo retornem”.

Nos últimos dois dias, procuradores que atuam na Secretaria da Função Penal Originária no STF acompanharam os depoimentos das pessoas que foram alvo da operação. O inquérito dos portos foi instaurado em setembro de 2017, a partir de revelações e provas colhidas em acordos de colaboração premiada.

Aguarde mais informações


Fonte: Metrópoles




Outras Notícias