Com 2 de Jadson, Fluminense goleia lanterna Paraná e sobe para 8º no Brasileirão

09/10/2018

 O Fluminense recebeu o Paraná Clube no Maracanã e não deu chances ao lanterna: 4 a 0. Jadson, duas vezes, Richard e Luciano fizeram os gols da partida, válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 
 
 
 
 
 

Com o resultado, o time carioca, que vinha de derrota em casa para o Grêmio, vai a 37 pontos e salta da décima para a oitava colocação. São oito pontos de distância para o Atlético-MG, que hoje fecha o G-6.

O Flu não fazia quatro gols em uma mesma partida desde a vitória por 4 a 0 sobre o Flamengo no Carioca, em 24 de fevereiro.

Já a equipe paranaense chega a 14 partidas sem vitória na Série A (dez derrotas e quatro empates) e estaciona nos 17 pontos, a 13 do Ceará, o primeiro clube fora da zona de rebaixamento. O último triunfo do clube foi em 22 de julho, diante do América-MG.

Pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense fará clássico com o Flamengo no Maracanã, no sábado, às 17h (de Brasília). No mesmo dia, o Paraná visitará o Bahia no Estádio de Pituaçu, às 21h.

O jogo

O Paraná surpreendeu logo no primeiro minuto em chute de longe de Deivid. No entanto, depois disso, o Fluminense dominou o confronto, respondendo aos sete, em finalização de Ibañez, que foi defendida em dois tempos pelo goleiro Richard.

Os donos da casa tinham a posse de bola, mas não conseguiam passar pela retranca paranaense. Com isso, o duelo ficou sem emoção, o que irritou a torcida presente no Maracanã. Somente aos 34 minutos, o time carioca chegou com perigo e abriu o placar. Marcos Júnior aproveitou corte errado de Renê Santos e tocou para Jadson finalizar com categoria.

O gol fez o Paraná buscar o ataque em busca do empate, mas viu o adversário quase ampliar aos 39 minutos. Richard arriscou da entrada da área, só que a bola passou sobre o travessão. No minuto seguinte, o gol saiu. Novamente Richard arriscou de longe, a bola desviou na zaga e foi para a rede, sem chance para o goleiro paranaense.

Nos minutos finais, o panorama do jogo seguiu o mesmo. O Fluminense continuava a criar boas chances e quase chegou ao terceiro aos 45 minutos. Após cruzamento, Luciano cabeceou para grande defesa de Richard. No lance seguinte, foi a vez de Digão obrigar o goleiro paranaense a salvar os visitantes. Mesmo assim, os donos da casa saíram para o intervalo com boa vantagem no Maracanã.

No segundo tempo, os cariocas não deram tempo dos visitantes pensarem em reagir e ampliaram o marcador aos dois minutos. Jadson aproveitou cruzamento de Everaldo e chutou para a rede. A bola ainda acertou a trave antes de cruzar a linha.

O novo revés abateu o Paraná, que passou a ver o Fluminense aumentar o domínio do jogo. Os visitantes só conseguiram assustar aos 20 minutos. Silvinho arriscou de fora da área, mas viu a bola ir pela linha de fundo.

Enquanto os donos da casa continuavam tendo mais posse de bola, o Paraná voltou a criar boa chance aos 32 minutos, em chute de Alex Santana que passou ao lado do gol de Julio Cesar.

Aos 40, o Fluminense chegou ao quarto gol. Luciano recebeu passe na área, girou sobre a marcação e chutou sem chance para Richard, dando números finais na partida.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 4 X 0 PARANÁ

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de outubro de 2018, segunda-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Renda: R$ 128.405,00
Público: 6.715 pagantes
Cartões amarelos: Léo (Fluminense); Mansur e Jhony (Paraná)
Gols: Jadson, aos 34min do primeiro tempo e 2min do segundo tempo; Richard, aos 40min do primeiro tempo; Luciano, aos 40min do segundo tempo

FLUMINENSE: Julio Cesar, Ibañez (Paulo Ricardo), Gum e Digão; Léo, Richard, Jadson e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Danielzinho), Everaldo (Marquinhos Calazans) e Luciano. Técnico: Marcelo Oliveira

PARANÁ: Richard, Leandro Vilela, Jesiel, Renê Santos e Mansur; Turito González (Jhony), Alex Santana, Juninho (Caio Henrique) e Deivid (Andrey); Ortigoza e Silvinho. Técnico: Claudinei Oliveira




Outras Notícias