Com falha de Vanderlei, Palmeiras vence o Santos e fica mais perto do título brasileiro

04/11/2018

 O Palmeiras é mais líder do que nunca no Campeonato Brasileiro!

Neste sábado, o Verdão venceu clássico contra o Santos por 3 a 2, em um jogão no Allianz Parque, válido pela 32ª rodada, e agora dorme com 7 pontos de vantagem na liderança.

 

 

Agora, os comandados de Luiz Felipe Scolari possuem 66 pontos, enquanto o Internacional, que joga neste domingo, contra o Atlético-PR, tem 58, e o Flamengo, que encara o São Paulo também neste domingo, aparece com 59.

Os nomes da vitória palestrina no primeiro tempo foram Dudu, que chegou ao seu 54º tento com a camisa alviverde e igualou o atacante Vágner Love na artilharia do século XXI, e Edu Dracena - o zagueiro marcou pela 1ª vez pelo Verdão justamente contra o ex-time.

Na segunda etapa, Cuca mexeu bem e viu dois de seus reservas empatarem o placar: Copete e Dodô. Mas justamente quando o Peixe era melhor em campo, Victor Luís disparou uma bomba em cobrança de falta, Vanderlei foi mal na bola e a equipe da casa marcou o gol da eletrizante vitória.

Na próxima rodada, o Palmeiras visita o Atlético-MG, domingo, às 17h (de Brasília), no Independência.

No dia seguinte, às 20h, o Santos recebe a Chapecoense, no Pacaembu.

 

 

O JOGO

No embalo da torcida, o Palmeiras começou o jogo indo para cima e quase abriu o placar com apenas dois minutos: Dudu cobrou escanteio e Edu Dracena subiu livre, mas cabeceou por cima do travessão, em grande oportunidade.

O Verdão seguiu em cima e teve outra chance incrível pouco depois. Borja recebeu na meia-lua e deu excelente enfiada para Lucas Lima, que chegou batendo de primeira. No entanto, Vanderlei se atirou na bola e salvou com o corpo.

Mas aos 13, a pressão alviverde chegou ao fundo das redes: Jean deu ótimo passe para Borja, que virou e bateu. Após defesa de Vanderlei, Dudu apareceu para conferir o rebote para o fundo das redes, fazendo o Allianz Parque explodir.

 

 

Foi o 54º gol do baixinho com a camisa alviverde, o que o fez empatar com o atacante Vágner Love na artilharia palestrina neste século.

Após sofrer o gol, o Santos passou a ficar mais com a bola e tentou arriscar descidas pelas laterais. No entanto, a bola sempre acabava pendendo para o meio, onde os atletas alvinegros eram presa fácil para o volante Thiago Santos, em grande jornada.

Enquanto isso, o Palmeiras se postou na defesa, apostando em contra-ataques puxados por Dudu e Gustavo Scarpa.

Em uma dessas estocadas, Bruno Henrique chutou e a zaga tirou para escanteio. Na cobrança, aos 39, Edu Dracena subiu bem e testou para o fundo das redes, no contrapé de Vanderlei, ampliando a conta para os donos da casa.

Quis o destino que o primeiro gol do zagueiro em 107 jogos com a camisa alviverde saísse justamente pelo seu ex-clube, no qual é ídolo da torcida. Ainda assim, ele não deixou de comemorar bastante o tento.

Na segunda etapa, Cuca fez duas alterações: tirou Alison e Rodrygo e colocou Bryan Ruiz e Copete, mandando seu time para cima. E quase deu certo logo no primeiro minutos, quando Carlos Sánchez chutou, Weverton defendeu e o colombiano por pouco não marcou no rebote.

A resposta dos mandantes veio aos 7: Gustavo Scarpa recebeu na ponta, carregou para o meio limpando a marcação e disparou forte, buscando o ângulo. A bola passou zunindo perto da trave santista.

Mas Copete havia entrado bem na partida, e provou isso aos 9 minutos. O gringo aproveitou erro da zaga palestrina e, totalmente livre na área, tirou de Weverton para diminuir o prejuízo alvinegro no Allianz Parque.

 

 

O gol animou o Santos, que seguiu em cima e foi premiado com o empate em mais uma trama pelo lado esquerdo. Aos 19, Dodô cruzou, Derlis González ajeitou e Dodô bateu por baixo de Weverton para igualar.

Jogão no Allianz Parque!

E houve mais emoção aos 26 minutos, dessa vez para o lado palestrino: em cobrança de falta de longe, Victor Luís soltou uma bomba e vencue Vanderlei, que ainda chegou a tocar na bola, mas viu a redonda morrer no fundo das redes. 3 a 2.

O ritmo era maluco, e logo na saída de bola, Dodô cruzou da esquerda e Gabigol por muito pouco não empatou de novo de cabeça.

A reação do Santos, porém, ficou mais difícil aos 35, quando o volante Diego Pituca fez falta na entrada da área, levou o segundo amarelo e foi expulso pelo árbitro, deixando os visitantes com um homem a menos.

Dessa forma, o Verdão conseguiu segurar a vitória até o final sem novos sustos.

 

 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 2 SANTOS

 

 

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 03 de novembro de 2018, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Público: 38.938 pagantes
Renda: R$ 2.723.126,86
Árbitro: Bráulio da Silva Machado
Assistentes: Kléber Lúcio Gil e Neuza Inês Back
Cartões amarelos: Edu Dracena, Dudu e Lucas Lima (PAL); Victor Ferraz, Diego Pituca, Luiz Felipe, Gabigol e Derlis González (SAN)
Cartão vermelho: Diego Pituca (SAN)

GOLS
PALMEIRAS: Dudu, aos 13, e Edu Dracena, aos 39 minutos do primeiro tempo; Victor Luís, aos 26 minutos do segundo tempo
SANTOS: Copete, aos 9, e Dodô, aos 19 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Jean (Guerra), Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima (Felipe Melo); Gustavo Scarpa, Dudu e Borja (Deyverson) Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison (Bryan Ruiz), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Rodrygo (Copete), Derlis González (Bruno Henrique) e Gabigol Técnico: Cuca




Outras Notícias