Autoridades paraguaias investigam Ronaldinho Gaúcho por suposto uso de documentos falsos

05/03/2020
Ronaldinho e o irmão, Assis, mostram passaportes a autoridades paraguaias — Foto: Divulgação/Ministério Público do Paraguai
Ronaldinho e o irmão, Assis, mostram passaportes a autoridades paraguaias — Foto: Divulgação/Ministério Público do Paraguai

 O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho está sendo investigado no Paraguai por suposto uso de documentos falsos. O brasileiro desembarcou no país nesta quarta-feira para um evento em Assunção. Autoridades do Ministério do Interior e do Ministério Público do Paraguai estiveram no hotel onde ele e o irmão e empresário, Assis, estão hospedados, e ambos devem dar depoimento às 8h desta quinta.

Em contato com o GloboEsporte.com, o ministro do Interior do Paraguai, Euclides Acevedo, confirmou a investigação. Funcionários do Ministério e da Polícia Nacional paraguaia entraram na suíte de Ronaldinho para uma busca de supostos passaportes adulterados.

Acevedo diz que o ex-jogador e seu irmão entraram no país com passaportes e carteiras de identidades paraguaias falsas, ambos os documentos nos nomes dos dois brasileiros.

 

"Eles disseram que foram enganados. Que chegaram ao Paraguai com a intenção de colaborar. Mas o concreto é: ingressaram no Paraguai com passaportes falsos", afirmou, ao GloboEsporte.com, Euclides Acevedo

 

 
Ronaldinho e o irmão, Assis, mostram passaportes a autoridades paraguaias — Foto: Divulgação/Ministério Público do Paraguai Ronaldinho e o irmão, Assis, mostram passaportes a autoridades paraguaias — Foto: Divulgação/Ministério Público do Paraguai

Ronaldinho e o irmão, Assis, mostram passaportes a autoridades paraguaias — Foto: Divulgação/Ministério Público do Paraguai

Caso Ronaldinho: a suíte onde Ronaldinho está hospedado foi revistada. Vários documentos, carteira de identidade e passaportes paraguaios com os nomes de Ronaldinho e seu irmão foram encontrados. Investigação em andamento

Em nota divulgada na madrugada desta quinta, o Ministério Público do Paraguai afirmou que os passaportes, as carteiras de identidade e os telefones celulares de Ronaldinho e Assis foram apreendidos.

Em contato com o GloboEsporte.com, o advogado de Ronaldinho e Assis, Sérgio Queiroz fez um único comentário.

 

"Certamente trata-se de algum equívoco que será esclarecido", declarou o advogado.

 

Os brasileiros estão no Yacht y Golf Club, fora da região central de Assunção. Segundo Euclides Acevedo, Ronaldinho e Assis não estão detidos, mas permanecerão sob custódia no hotel até o depoimento para o Ministério Público, na manhã desta quinta.

Após serem ouvidos, o órgão decidirá se faz a denúncia ou não. Acevedo ressalta que a investigação também terá como alvo as autoridades que emitiram os documentos e permitiram a entrada dos dois no Paraguai.

– Temos informações que Ronaldinho tem problemas com a justiça brasileira, algo relacionado a falta de pagamento de impostos. Eles ingressaram no país com a tolerância das autoridades, mas estão com um passaporte adulterado. É um feito passível de punição – explicou o ministro do Interior do Paraguai, que se referiu ao processo pelo qual o jogador passou no Brasil para recuperar seu passaporte.

 



Outras Notícias