Após polêmica sobre números da Covid-19 em Campina Grande, secretário Felipe Reul diz que debate sobre gestão é mesquinho

30/06/2020

 O secretário da Saúde de Campina Grande, Felipe Reul, questionou a declaração do secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, de que o erro nos números da Covid-19 no município são culpa única da Vigilância Municipal e que não há médicos e profissionais da Saúde na gestão da Secretaria Municipal. Em entrevista ao Arapuan Verdade desta segunda-feira (29), Reul declarou que considera isso um debate pequeno e mesquinho.

"Eu acho isso um debate tão mesquinho em meio ao problema que a gente está atravessando. Eu não cai de paraquedas na Secretaria de Saúde. Desde 2013 eu trabalho na gestão da Saúde em Campina Grande. Coordenador jurídico, já passei por vários setores da Secretaria. Eu tenho formação em Gestão Pública em Direito Aplicado à Saúde, pela Fundação Getúlio Vargas, eu tenho uma equipe excelente que me acompanha", argumentou Felipe Reul.

O secretário de Saúde de Campina Grande exemplificou que há outros secretários de Saúde que não são profissionais da área, mas que ele destaca como tendo um trabalho eficiente. "Já tivemos um ministro da Saúde que, acredito eu, foi o melhor ministro da Saúde, senhor José Serra, e não era da área da Saúde. Temos um secretário da Saúde, de João Pessoa, que não é da área da Saúde e eu tenho uma referência na atuação dele, que ele é excelente também, Adalberto Fulgêncio."

Saiba mais

Geraldo Medeiros rebate Romero Rodrigues e diz que faltam técnicos na saúde de Campina Grande

Prefeito de Campina Grande questiona dados da covid-19 e diz que vai instituir comissão para obter os números corretos

Ele alegou desconhecer o motivo da fala do secretário de Estado, Geraldo Medeiros. "Eu não sei qual foi o motivo, eu tenho um respeito enorme por doutor Geraldo Medeiros, uma admiração."

Tudo começou quando Romero Rodrigues culpou o Governo da Paraíba pelos erros nos números da Covid-19 em Campina Grande. O prefeito anunciou na sexta-feira (26) que pretende instituir uma comissão para buscar números ‘reais‘ sobre o isolamento social e de infectados pelo novo coronavírus. Ele ficou inconformado porque o município se manteve com bandeira laranja na classificação da quarentena.

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, rebateu a fala de Romero Rodrigues sobre duplicação do número de pessoas contaminadas com Covid-19. "Isso revela um desconhecimento de quem não é da área de saúde e também por ter uma Secretaria Municipal de Saúde que não tem médicos e profissionais de saúde fazendo a gestão”, afirmou. Medeiros ainda revelou que na quinta-feira (25) participou de reunião com os Ministérios Público Federal e Estadual em que também estiveram presentes representantes da saúde de Campina Grande. “Inclusive foi esclarecido pelo próprio secretário de Saúde e pelo coordenador de Vigilância do município a prerrogativa do banco de dados pertence ao município", afirmou Geraldo Medeiros.



Compartilhe:


Outras Notícias