SEGURANÇA - João Pessoa vai se transformar em cidade ‘vigiada’ por câmeras, diz secretário

12/08/2017

 João Pessoa deverá se transformar em uma cidade vigiada durante as 24 horas do dia. O anúncio foi feito nessa sexta-feira (11) pelo secretário da Receita Municipal, Adenilson Ferreira, durante o Encontro dos Prefeitos da Iniciativa de Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES). O plano de monitoramento, que contará, além de outros equipamentos, com câmeras espalhadas pelos bairros, servirá para intensificar a segurança, ordenar o trânsito e verificar com mais rapidez e eficácia os desastres naturais que venham ocorrer na cidade. Comente no fim da matéria.


Para que todo esse monitoramento funcione, será construído um Centro de Controle que funcionará no Centro Administrativo Municipal, no bairro de Água Fria. Isso tudo será possível após a aprovação do projeto pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a liberação de 100 milhões de dólares, recursos já anunciados pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

Adenilson Ferreira disse que João Pessoa vai ganhar sensores e novas câmeras espalhadas para atuar nesse monitoramento. Além disso, o secretário também explicou que será instalada uma rede de fibra ótica em todo o perímetro urbano da cidade para possibilitar a interligação desses sensores e câmeras. 

“A central vai conseguir monitorar tudo que estiver acontecendo na cidade, como o trânsito, segurança, a questão de desastres naturais, enfim, dando o suporte necessário para as ações da prefeitura”, afirmou. 

Mais detalhes sobre esse e outros projetos que devem ser colocados em prática pela Prefeitura de João Pessoa, a partir desse convênio, estão na edição deste sábado (12) do Jornal Correio da Paraíba.

Leia mais notícias no  portal www.1001noticias.com.br -http://www.1001noticiasfm.com/  http://www.1001noticias.com.br/blog/

 http://www.tv1001noticias.com.br/  no Youtube e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11. 

Da Redação com Roberto Noticia 




Outras Notícias