VIOLÊNCIA - Estado de saúde de comerciante baleado no Rangel é grave

26/04/2018

 Na manhã desta quinta-feira (26), por volta das 6h30, um comerciante de 59 anos de idade esperava o ônibus para ir trabalhar, em uma parada no bairro do Rangel, em João Pessoa, quando foi surpreendido por dois homens de moto. Após anunciarem o assalto, um dos criminosos atirou no rapaz, que acabou sendo baleado na cabeça.

Em entrevista à TV Tambaú, o filho adotivo do comerciante, que não quis se identificar e foi uma das pessoas que o socorreram para o Hospital de Trauma da capital, disse que não acredita que seu pai tenha reagido ao assalto.

“Ele é um cidadão de bem, trabalhador, comerciante. Essa fatalidade aconteceu com ele hoje, infelizmente, e a gente está aqui triste. Mas fiquem cientes de que ele é um trabalhador, não tem nada. A gente mora em uma comunidade perigosa, vocês sabem muito bem que o Rangel hoje está sendo mal vista por causa da grande violência. Ele é um pai de família e trabalhador, garanto a vocês. Pode ser que ele tenha reagido ao assalto, mas eu acredito, tendo ele passado por outros assaltos já, que ele não tenha reagido”, contou.

Uma testemunha que mora próximo de onde o crime aconteceu também concedeu entrevista à TV Tambaú. Ela disse que presenciou o momento em que o comerciante foi baleado, explicando que, na hora em que percebeu, a vítima já estava caída no chão, e é mais uma que acredita não ter havido reação.

O rapaz passou por procedimentos cirúrgicos durante o dia e seu estado de saúde permanece grave, conforme boletim médico divulgado pelo Hospital de Emergência e Trauma às 17h desta quinta.




Outras Notícias