Prefeitura de João Pessoa tenta desmentir CRM-PB após ameaça de interdição da UPA dos Bancários

20/09/2018

 A prefeitura de João Pessoa tentou desmentir o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) e disse que a escala na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Bancários está completa. O CRM-PB informou nesta quinta-feira (20) que poderá interditar a partir da zero hora deste sábado (22) a UPA Bancários por falta de médicos.

Apesar de afirmar que a escala está completa, a prefeitura alega que “para preencher o quadro de médicos da unidade, entregue no mês de agosto, já foram realizadas duas convocações de profissionais aprovados em concurso público para preenchimento das vagas, porém alguns desistiram do cargo e nesta sexta-feira (21) será publicada a terceira convocação. Esses profissionais têm o prazo de 30 dias para se apresentarem.”

Ouvido novamente pelo Portal ClickPB, o diretor do Departamento de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, disse que alguns médicos que realizaram o concurso público para a UPA dos Bancários decidiram não permanecer na unidade após perceberem que os honorários eram pequenos demais, e ao deixarem as funções eles não foram substituídos. 

"Tem alguns médicos? tem, ninguém disse que não tinha, só que a escala está incompleta. Você tem que ter três clínicos, só tem um; tem que ter três pediatras, só tem um; tem que ter ortopedista, hoje não tinha nenhum, a escala está incompleta", reafirmou o médico João Alberto Pessoa.  

De acordo com o CRM, os médicos existentes hoje não são suficientes para o atendimento aos pacientes e o CRM aguarda um posicionamento da direção da UPA até esta sexta-feira (21). "Se não tivesse médico, eu não ia fazer interdição ética, nós vamos fazer porque tem alguns médicos, mas não o suficiente, e eles estão correndo risco, a população está correndo risco, eles podem dar diagnósticos errados trabalhando de maneira atabalhoada, podem ser agredidos", explicou o diretor de fiscalização. 

O prazo para a regularização das escalas termina nesta sexta-feira (21), sob pena da interdição acontecer a partir da zero hora deste sábado (22).


Saiba mais

CRM-PB ameaça interditar UPA Bancários por falta de médicos

Veja a nota na íntegra: 

NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa esclarece que:

1.            A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Lindbergh Farias (UPA Especialidades Bancários) está funcionando com a escala completa, de acordo com o que é preconizado pelo Ministério da Saúde para unidades de pronto atendimento de porte 2.

2.            Para preencher o quadro de médicos da unidade, entregue no mês de agosto, já foram realizadas duas convocações de profissionais aprovados em concurso público para preenchimento das vagas, porém alguns desistiram do cargo e nesta sexta-feira (21) será publicada a terceira convocação. Esses profissionais têm o prazo de 30 dias para se apresentarem.

3.            Até os novos convocados assumirem as vagas, respeitando os prazos determinados no edital, outros médicos da Rede Municipal de Saúde estão complementando as escalas de plantão, dessa forma, garantido a assistência em pronto atendimento à população pessoense.

Por fim, a SMS reafirma o compromisso com a população, mantendo o funcionamento normal da unidade e oferecendo atendimento integral aos seus usuários.




Outras Notícias