Milei confirma como chanceler economista que disse que Argentina não ingressará no BRICS

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 21/11/2023 12:25
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 No dia seguinte à vitória nas urnas que o consagrou como presidente eleito, o ultradireitista Javier Milei começou a estabelecer as bases de sua futura inserção internacional. Confirmou Diana Mondino, economista do Centro de Estudos Macroeconômicos da Argentina (CEMA) e membro de conselhos de grandes empresas, como Ministra das Relações Exteriores, segundo reportagem do Página 12.

Mondino, conhecida por suas posições polêmicas desde a privatização de obras públicas até a venda de órgãos e as Malvinas, já está trabalhando na agenda internacional a partir do 21º andar do Hotel Libertador, o novo centro político. Antes mesmo de ser confirma, ela afirmou que a Argentina não ingressará no BRICS.

Milei, durante uma entrevista, revelou que o enfoque de Mondino será “trabalhar para reduzir o Estado e eliminar impostos”. No entanto, ela terá que renunciar à sua cadeira de deputada eleita para assumir o cargo no Palácio San Martín.

O presidente eleito também anunciou que fará uma viagem aos Estados Unidos e a Israel antes de assumir o cargo. Além disso, estendeu um convite pessoal a Jair Messias Bolsonaro para a cerimônia de posse em 10 de dezembro, à qual também poderá se juntar o presidente de El Salvador, Bukele.

Luiz Inácio “Lula” Da Silva, presidente do Brasil, desejou “boa sorte e sucesso” ao novo governo, embora o Palácio Planalto tenha manifestado que antes de iniciar conversações, espera desculpas de Milei pelas declarações feitas anteriormente, chamando Lula de “comunista” e “ladrão”.

China e Rússia também saudaram o novo governo, mas expressaram certa desconfiança. Milei havia declarado anteriormente que não manteria relações comerciais com Brasil, China e Rússia, rotulando-os de “comunistas”. A China afirmou que quer “trabalhar com a Argentina para continuar a amizade” e promover uma “cooperação ganha-ganha”. Por sua vez, o Kremlin, da Rússia, declarou que aguarda esclarecimentos sobre várias questões que afetarão as relações bilaterais.

Milei organizou seu primeiro tour para ratificar o alinhamento internacional diferente. Ele detalhou que viajará para os EUA e Israel no final de novembro e dezembro, destacando que a viagem tem uma “conotação mais espiritual do que outra coisa”.

 


Compartilhe:


Outras Notícias


  • Prefeita Dalva Lucena, de Lagoa Seca desiste de disputar reeleição nas eleições de 2024

  • ELEIÇÕES 2024 - Após deixar PSDB, Léa Toscano se reúne com Veneziano na sede do MDB

  • Secretário Thiago Diniz desiste de pré-candidatura à Câmara de João Pessoa e vai permanecer na PMJP

avançar voltar