Fluminense desafia hegemonia do Flamengo para evitar título estadual do rival com transmissão da 1001 Noticias FM/CBN

08/07/2020
O Tricolor tenta levar a decisão do torneio para mais dois jogos, se conquistar Taça Rio
O Tricolor tenta levar a decisão do torneio para mais dois jogos, se conquistar Taça Rio

 Rio de Janeiro, RJ, 08 - Em clássico ofuscado pelas decisões envolvendo os direitos de transmissão dos jogos e a crise do coronavírus, o Flamengo busca confirmar o seu favoritismo nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, diante do Fluminense, para conquistar o título do Campeonato Carioca sem a necessidade da disputa de duas finais. Já a equipe tricolor tenta postergar a definição do campeão.

 

O regulamento do Campeonato Carioca só não previa a realização de uma final se o mesmo clube vencesse as Taças Guanabara e Rio, além de ter a melhor campanha de ambas. Ao Flamengo, campeão do primeiro turno e time com mais pontos somados na competição, só resta uma dessas marcas, o título do segundo turno.

 

Maior defensor da volta antecipada das competições, o rubro-negro, sendo campeão, poderá ter um mês de preparação para a disputa do Campeonato Brasileiro, que a CBF prevê para começar no fim de semana dos dias 8 e 9 de agosto. Para isso, precisa vencer a decisão - empate leva o duelo para os pênaltis.

O Flamengo também foi o principal articulador e interessado na medida provisória que modifica o modelo de negociação da transmissão dos jogos, dando esse direito ao clube mandante. O time foi o único dos participantes do Campeonato Carioca a não firmar contrato com a Rede Globo.

A postura e a decisão de exibir seus jogos contra Boavista e Volta Redonda provocou o rompimento do contrato pela emissora, mas a partida terá transmissão. Assegurando ter o aval da Globo, o Fluminense, o mandante da decisão, transmitirá o jogo pela FluTV, o seu canal no YouTube.

IMBATÍVEL, MENGÃO?
Dentro de campo, o Flamengo parece imbatível no Campeonato Carioca. O time venceu os dez jogos que disputou com os seus titulares na competição, naquela que é a sua terceira melhor sequência de triunfos na história do Estadual. E só a especulação sobre o interesse do Benfica no técnico Jorge Jesus parece atingir a tranquilidade do elenco.

 

 
Flamengo será campeão mais uma vez?
Flamengo será campeão mais uma vez?

"A gente quer e espera que ele fique. É o comandante do nosso elenco, dá toda a atenção para nós, nos deixa bem à vontade para fazer o nosso trabalho. Cabe a ele olhar o que for melhor para a vida dele, mas tenho certeza de que ele está muito à vontade aqui no Flamengo", afirmou Bruno Henrique, autor dos gols que classificaram o time à final da Taça Rio, nos 2 a 0 sobre o Volta Redonda, e que tem ótima média em clássicos - marcou 12 vezes em 15 partidas contra os rivais estaduais do clube.

 

Sem problemas para escalar o Flamengo, Jesus vai repetir a formação ideal, tendo a possibilidade de conquistar mais dois troféus em uma noite, e que somariam aos da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro de 2019, além da Recopa Sul-Americana, da Supercopa do Brasil e da Taça Guanabara nesta temporada.

Presente em todos esses títulos, o atacante Gabriel também terá a chance de usar a decisão contra o Fluminense para conquistar mais uma artilharia. Ele divide a lista de goleadores do Estadual com João Carlos, do Volta Redonda, com ambos tendo ido oito vezes às redes. E vai tentar encerrar o seu breve jejum, pois ainda não marcou nessa retomada do futebol do Rio.

FIM DE JEJUM, FLU?

Para evitar que o Flamengo fature o seu 36º título estadual na noite desta quarta-feira, sendo o segundo consecutivo, o Fluminense precisa encerrar jejuns. O time, afinal, não venceu nas três partidas que disputou na volta do Carioca - dois empates e uma derrota - e nem marcou gols.

A equipe também teve postura oposta à do Flamengo, rejeitando a retomada da competição, tendo acionado a Justiça esportiva para adiar o retorno. O Fluminense também só voltou a fazer treinos presenciais em 19 de junho, cerca de um mês depois do Flamengo e no dia seguinte do recomeço do Campeonato Carioca. Assim, atuará em desvantagem física.

Além disso, vinha se recusando a atuar no Maracanã, sob o argumento de que o complexo do estádio conta com um hospital de campanha para atender vítimas do coronavírus. O clube, porém, alegou questões contratuais para levar o clássico para lá, após atuar outras duas vezes como mandante no Engenhão.

Ao contrário do Flamengo, o Fluminense terá mudanças na sua escalação, com Odair Hellmann mantendo o esquema com três volantes, mas apostando em jogadores mais jovens após o desempenho fraco dos compromissos anteriores. Em parte, essa decisão tem componente físico, pois o centroavante Fred, que fez recentemente o seu retorno ao clube, reclama de dores no pé direito, e Ganso tem uma lombalgia - o meia, porém, não vinha sendo titular.

O ídolo terá a sua vaga ocupada por Evanílson (20 anos) no ataque, setor em que vai ter a companhia de Marcos Paulo (19 anos), que ganha uma chance no lugar de Wellington Silva, com os jovens compondo um trio com Nenê (38 anos), que ficou fora dos primeiros treinos do Fluminense na retomada dos trabalhos por ter contraído coronavírus. Já Matheus Ferraz, após cumprir suspensão no clássico contra o Botafogo, volta à zaga no lugar de Digão.

"A pressão realmente é muito grande, eles são favoritos, e nós demonstrarmos que dentro de campo tudo pode acontecer, está 0 a 0 ainda o jogo. Somos nós de sabermos tirar essa parte e não pensar no que estamos em dificuldade, mas no que estamos progredindo, no que fazer em relação ao jogo e conquistar a Taça Rio, que é o nosso objetivo", afirmou Nenê.

O veterano, aliás, foi o protagonista da única derrota do Flamengo em 2020, ainda em janeiro, quando o rubro-negro ainda disputava a Taça Guanabara com um time composto basicamente por juniores, e o Fluminense venceu por 1 a 0, com um golaço de letra de Nenê. Depois, os times de reencontraram nas semifinais da Taça Guanabara, com vitória do Flamengo por 3 a 2, sendo que o time abriu 3 a 0 no primeiro tempo.

TERÁ FINAL?
O clássico desta quarta-feira, então, definirá se os rivais vão se enfrentar mais duas vezes para definir o campeão estadual ou se a taça já ficará com o Flamengo. Certo mesmo é que a celebração pelo título se dará em um Maracanã vazio, em clima oposto ao que sempre marcou o Fla-Flu.

"Se a gente conseguir conquistar este título, será ruim não poder comemorar com o torcedor, mas o mais importante é fazer um grande jogo e, se possível, sair campeão", afirmou Bruno Henrique. "Continuo acreditando que era um pouco cedo para estarmos jogando, até pelo tempo para começar o Brasileiro e a situação que o Rio se encontrava. Me deixa triste jogar ao lado do hospital. O título seria bastante importante. Claro, seria só o segundo turno do Carioca, mas não deixa de ser uma taça", acrescentou Nenê.



Compartilhe:


Outras Notícias