Bolsonaro comemora vitória de Javier Milei na Argentina e confirmou ida à posse do novo presidente

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 20/11/2023 09:46
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 Apoiadores e políticos ligados ao ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro (PL) comentaram a vitória de Javier Milei (Libertad Avanza) nas eleições da Argentina. Milei competia pelo cargo com o candidato peronista Sergio Massa (Unión por la Patria).

Nas redes sociais, Jair Bolsonaro (PL) foi um dos primeiros a comentar. “Que esses bons ventos alcancem os Estados Unidos e o Brasil para que a honestidade, o progresso e a liberdade voltem para todos nós.”, escreveu.

Quem é Milei

Milei, de 53 anos, venceu as primárias e era tido como favorito, mas havia ficado em segundo lugar no primeiro turno. Milei virou na segunda etapa de maneira histórica e venceu por uma diferença de quase 12 pontos. Com 94,70% das urnas apuradas, o liberal está com 55,79% dos votos e peronista com 44,20%.

 

Ele é figura polêmica na Argentina e mundo afora por promessas de cortar relações com países que julga “comunistas”, como China e Brasil, além de romper com o Mercosul e “dinamitar”, ou seja, fechar o Banco Central.

O ultraliberal revelou admiração pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Em troca, Bolsonaro fez postagens de apoio ao candidato e confirmou ida à posse caso Milei ganhasse as eleições.

Além de Bolsonaro, Milei recebeu uma carta de apoio assinada por ex-presidentes da Argentina, México, Colômbia, Espanha, Bolívia, Chile e Porto Rico. Também era signatário Mario Vargas Llosa, político e escritor ganhador do Nobel da Literatura.

Patricia Bullrich, que representou a direita no primeiro turno e acabou como terceira colocada, endossou a candidatura de Milei.

 



Compartilhe:


Outras Notícias