Jogo entre Botafogo-PB e ABC é encerrado após apagão em estádio; times se enfrentam nesta sexta-feira

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 16/02/2024 09:16
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 O jogo entre o Botafogo-PB e ABC foi encerrado aos 45 minutos, na noite dessa quinta-feira (16), após um apagão no Estádio Frasqueirão, em Natal, devido um curto-circuito no disjuntor de uma das torres de iluminação. O embate que terminou com um placar de 0 x 0, é mais uma partida válida pela Copa do Nordeste.

Os jogadores devem voltar em campo nesta sexta-feira (16), a partir das 15h, para o embate que deve durar 45 minutos. Através de uma nota, a Federação Brasileira de Futebol (CBF), explicou que o jogo foi encerrado após o árbitro cumprir o protocolo previsto em Regulamento. (confira a nota abaixo)

O jogo do Botafogo-PB e Nacional de Patos, que seria neste domingo (18), pelo Campeonato Paraibano, no Estádio do Almeidão, em João Pessoa, deve ser alterado.

A BandNews FM 101, vai transmitir o a partida. A narração fica por conta de Lima Souto com comentários João Bosco Sátiro, reportagens de Weliton Alves. O plantão e apresentação é de Cacá Barbosa.

Veja a nota da CBF:

“A CBF informa que, por conta da queda de energia em uma das torres de iluminação do Estádio Frasqueirão, após cumprir o protocolo previsto em Regulamento, a arbitragem decidiu suspender a partida disputada nesta quinta-feira (15)  entre ABC e Botafogo-PB, pela Copa do Nordeste, antes do início do segundo tempo.

Assim, na forma do Art. 21 do RGC (regulamento Geral das Competições) da CBF, o Departamento de Competições da CBF resolve que esta partida suspensa seja complementada, no dia seguinte, 16/02, às 15h, no mesmo local.”



Compartilhe:


Outras Notícias


  • PREVISÃO DO TEMPO - João Pessoa registra chuva forte e trovões; meteorologia alerta para perigo

  • Federação rachada em João Pessoa: PSDB com Ruy Carneiro e Cidadania com Cícero Lucena

  • POSICIONAMENTO - Adriano Galdino diz respeitar opinião de João Azevêdo, mas não volta atrás em análise política sobre 2026: “Falo o que penso”

avançar voltar