Milei reduze em mais 53% os recursos destinados às empresas estatais da Argentina

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 31/03/2024 20:55
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 O presidente de extrema direita da Argentina, Javier Milei, reduziu em mais 53% os recursos destinados às empresas estatais do país. O corte foi feito em meio ao avanço do processo de privatização das companhias, uma das promessas de campanha de Milei.

Segundo o jornal “La Nacion, Algumas empresas, como a companhia aérea Aerolíneas Argentinas, por exemplo, não receberam um peso sequer do governo argentino nos primeiro dois meses deste ano e outras estatais, como as responsáveis pelos serviços ferroviários e de correios receberam recursos mínimos para manter suas atividades.

Dados do Escritório de Orçamento do Congresso (OPC) apontam que em janeiro e fevereiro foram repassados US$ 300,6 milhões para empresas estatais, 53% a menos quando comparado ao mesmo período no ano passado. O valor corresponde a  apenas 3,1% do crédito disponível para esse tipo de despesa em 2024. Das 29 empresas analisadas pelo OPC, apenas três –  Educ.ar, Ferrocarriles Argentinos e Fadea – receberam mais do que em 2023.

Brasil 247



Compartilhe:


Outras Notícias


  • PREVISÃO DO TEMPO - João Pessoa registra chuva forte e trovões; meteorologia alerta para perigo

  • Federação rachada em João Pessoa: PSDB com Ruy Carneiro e Cidadania com Cícero Lucena

  • POSICIONAMENTO - Adriano Galdino diz respeitar opinião de João Azevêdo, mas não volta atrás em análise política sobre 2026: “Falo o que penso”

avançar voltar