Carnaval terá tempo aberto na Paraíba, mas previsão indica chuva fraca no Litoral

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 05/02/2024 18:15
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de ComunicaçãoReceba notícias do Portal 1001 Notícias no seu WhatsApp e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://chat.whatsapp.com/Hemy9YcP49JEvzOrTfbDkY INSTAGRAM - https://www.instagram.com/portal1001no
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de ComunicaçãoReceba notícias do Portal 1001 Notícias no seu WhatsApp e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://chat.whatsapp.com/Hemy9YcP49JEvzOrTfbDkY INSTAGRAM - https://www.instagram.com/portal1001no

 O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou a previsão do tempo para o feriadão de Carnaval na Paraíba. Entre a sexta-feira (9) e a terça-feira (13), devem ocorrer alguns episódios de chuva, mas nada que comprometa as festividades pelo estado.

O meteorologista do Inmet, Flaviano Fernandes, explicou que na sexta-feira (9), há uma pequena possibilidade de chuva rápida e isolada no Litoral, no final de tarde e à noite. Não há previsão de chuvas nas demais regiões do estado.

Para o sábado (10), a previsão do Inmet diz que aumenta a chance de chuva no Litoral, Agreste e Brejo. “Já no Sertão, a meteorologia indica que há possibilidade de pancadas de chuvas isoladas na região de divisa com o Ceará e o Rio Grande do Norte”, disse.

 

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia para o domingo (11) aponta que há possibilidade de chuva fraca no Litoral, sem precipitações nas outras regiões. 

Na segunda-feira (12), o meteorologista Flaviano Fernandes afirmou que há uma pequena possibilidade de chuva rápida apenas no Litoral. Na terça-feira (13), devem ocorrer chuvas fracas também no Litoral.



Compartilhe:


Outras Notícias


  • PREVISÃO DO TEMPO - João Pessoa registra chuva forte e trovões; meteorologia alerta para perigo

  • Federação rachada em João Pessoa: PSDB com Ruy Carneiro e Cidadania com Cícero Lucena

  • POSICIONAMENTO - Adriano Galdino diz respeitar opinião de João Azevêdo, mas não volta atrás em análise política sobre 2026: “Falo o que penso”

avançar voltar