São João com segurança: conheça os riscos de colocar bandeirolas nos postes

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 27/05/2024 21:59
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 Decorar as residências e ruas com bandeirolas coloridas é uma tradição que marca o início do mês de junho, pois é um dos principais símbolos desse período. Mas quando colocada em locais inadequados pode trazer riscos de acidentes. Por isso, a Energisa orienta sobre os principais cuidados para que os paraibanos possam aproveitar este momento tão esperado com segurança.

O coordenador de Saúde e Segurança da Energisa Paraíba, Lenildson Santos, fala sobre os principais cuidados com a decoração. “A orientação é não pendurar as bandeirolas nos postes e fios elétricos. Aconselhamos evitar o uso de enfeites de metais e, caso queira fazer uso desses materiais, que seja utilizado adereços isolantes, como borracha e silicone, para evitar o risco de condução de energia.”, alerta.

Além das bandeirolas, também é importante reforçar os cuidados com fogueiras e fogos de artifícios, que não devem ser usados próximos à rede elétrica. No caso das fogueiras, é importante observar a distância em relação à rede elétrica, pois o fogo ou o calor excessivo podem danificar cabos e estruturas, causando curtos-circuitos e interrupção de energia.

Segundo o coordenador, também é preciso reforçar alguns cuidados em casa para decorar e aproveitar os festejos com segurança. “Ao escolher os locais que ganharão a decoração temática é necessário respeitar os pontos de energia. Os bocais de lâmpadas jamais devem ser utilizados como suporte para pendurar enfeites como balões e bandeiras. Além de choques elétricos, essa prática pode provocar incêndios”, alerta ele.

Acidentes
Segundo dados lançados recentemente no Anuário da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), em 2023, na Paraíba foram registrados 35 acidentes por choques elétricos, resultando em 25 mortes. O Anuário mostra ainda que os tipos de acidentes mais comuns, ocorrem em ambientes residenciais e é causado, em grande parte, por eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Áreas externas à residência são especialmente críticas, pois a combinação de eletricidade com água aumenta exponencialmente o risco de acidentes fatais devido a fugas de corrente.

Outra categoria significativa de acidentes residenciais está relacionada à falha na isolação de condutores elétricos. Isso inclui situações como o contato acidental com fios descobertos, tomadas e instalações provisórias. Lenildson alerta que é de extrema importância evitar o uso de equipamentos sem regulamentação ou controle de qualidade, especialmente extensões e adaptadores tipo “T”.

Dessa forma, para garantir a segurança, é importante tomar alguns cuidados, que podem até parecer óbvios, mas que muitas vezes, no dia a dia é deixado de lado. Para dúvidas e mais informações entre em contato com a Energisa.



Compartilhe:


Outras Notícias