ELEIÇÕES 2018 - Socialistas repreendem postura do PT e alertam para o que está em jogo

15/05/2018

 A ex-secretária Cida Ramos (PSB), atual pré-candidata a deputada estadual pelo PSB, fez um alerta aos aliados do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, no tocante a composição do arco de alianças na Paraíba ao destacar que é preciso que os petistas no Estado tenham a compreensão que tem o ex-presidente Lula (PT), ao colocar na mesa o que realmente está em jogo.


Cida ressaltou que Ricardo, mesmo sendo do PSB, e até mesmo indo de encontro com outras linhas de pensamento dentro da sigla, foi adiante e defendeu o ex-presidente abertamente, quando poucos tiveram coragem de fazê-lo.

“Esse governo ficou ao lado do estado democrático de direito, contra a prisão do ex-presidente Lula. O governador Ricardo Coutinho foi um dos primeiros a se posicionar contra tudo isso que ocorreu no país. A eleição desse ano exige unidade das forças progressistas. E o PT deverá ter essa compreensão, o que está em jogo na Paraíba, que é a continuidade desse projeto que fez a Paraíba avançar”, ressaltou Cida.

A socialista ainda defende que o PT paraibano esteja composto com o bloco do governo e ao lado das pré-candidaturas a governador, com João Azevêdo (PSB), e da de senador, através do atual deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB).

OFENSIVA

Já o deputado estadual Buba Germano (PSB) partiu para ofensiva contra o Partido dos Trabalhadores. Integrante do mesmo partido de Cida Ramos, o PSB, o parlamentar não poupou o Partido dos Trabalhadores ao ser questionado, durante entrevista à rádio Arapuan FM, nesta terça-feira (15), sobre o impasse a respeito da possível manutenção da aliança da legenda com o projeto governista na Paraíba.

“Eu acho que o PT só não pode cobrar lealdade, que o nosso partido e o governador teve”, disse. “Nós também não podemos colocar um debate ideológico, porque escutei uma entrevista o deputado Anísio Maia admitindo que ele aceita, por exemplo, Ana Cláudia, que é a esposa do cabeludo, mas não aceita o cabeludo. Vamos acabar com a hipocrisia na política, é a mesma coisa que colocar Gilma num canto e eu noutro e depois juntar tudo”, disparou.

 




Outras Notícias