Operação: polícia prende suspeitos de furtar beneficiários de auxílios e apreende quase R$ 12 mil no Agreste

Por Jacyara CristinaRedação Por Redação - 28/11/2023 19:44
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 A Polícia Civil deflagrou, nesta terça-feira (28), a Operação Sperare, com o objetivo de elucidar crimes de furto contra beneficiários de auxílios do Governo Federal, como idosos e pessoas em vulnerabilidade social. Na ação, duas pessoas foram presas e foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, sendo dois em Campina Grande, e três em Esperança, no Agreste da Paraíba. 

"O objetivo da nossa operação foi identificar pessoas diretamente envolvidas em crimes patrimoniais e envolvidos em retenção ilegal de cartões do Bolsa Família de pessoas da cidade de Esperança. Toda a ação resultou na prisão de duas pessoas, na apreensão de inúmeras cartões que estavam de forma ilegal com um dos autuados em flagrante. A outra pessoa responderá em liberdade. Tivemos quase R$ 12 mil apreendidos e vários cartões de crédito apreendidos, que configuram crime perante o Estatuo do Idoso", destacou o delegado Danilo Orengo. 

Ainda de acordo com o delegado, na casa de um dos investigados, os policiais apreenderam o total de R$11.974. O dinheiro será enviado para a Justiça. Os alvos estão diretamente relacionados a crimes patrimoniais do tipo furtos, ao crime contra a economia popular e contra o Estatuto do Idoso, envolvendo pessoas vulneráveis na Cidade de esperança, onde foram apreendidos vários cartões do Bolsa Família e do Auxílio Brasil, com as senhas, além de notas promissórias

"Um deles foi posto em liberdade e responderá a um crime de menor potencial ofensivo, já o outro foi devidamente autuado em flagrante pelo crime do Art. 102, do Estatuto do Idoso e crime contra a economia popular. Por se tratar de crime afiançável, arbitrou-se o valor de RS 15 mil de fiança-crime, momento que o investigado arcou com o valor em questão e responderá em liberdade", explicou Danilo Orengo.

De acordo com a Polícia Civil, o nome da operação se deu na origem da palavra Esperança, no latim. 



Compartilhe:


Outras Notícias


  • Prefeita Dalva Lucena, de Lagoa Seca desiste de disputar reeleição nas eleições de 2024

  • ELEIÇÕES 2024 - Após deixar PSDB, Léa Toscano se reúne com Veneziano na sede do MDB

  • Secretário Thiago Diniz desiste de pré-candidatura à Câmara de João Pessoa e vai permanecer na PMJP

avançar voltar