TRAGÉDIA DE PATOS - Escute o áudio que vazou por engano do delegado em que menor conta como matou mãe e irmão e deixou o pai paraplégico

Por Redação Por Redação - 21/03/2022 22:58
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação
Foto Reprodução - Montagem: Sistema 1001 Notícias de Comunicação

 A Polícia Civil da Paraíba, confirmou nesta segunda-feira (6) que o áudio vazado com o depoimento do adolescente suspeito de matar a mãe e o irmão e atirar contra o pai, é verdadeiro. Em entrevista ao Programa Hora H, da Rede Mais Rádios, o delegado-geral da Polícia Civil no estado, André Rabelo, alegou que o vazamento ocorreu por engano.

De acordo com o delegado-geral, a disseminação aconteceu após o delegado responsável pelo caso, Renato Leite, encaminhar, sem a intenção, o conteúdo para uma outra pessoa através de um aplicativo de mensagens.

“De fato o flagrante foi gravado por ele. Em um momento, ao invés de mandar para um destinatário, mandou para outro e, infelizmente, isso aconteceu. Temos que ter muita cautela porque não houve dolo, não foi algo doloso”, explicou.

Ouça a entrevista completa ao programa Hora H:

André Rabelo confirmou também que vai investigar o vazamento do conteúdo e que as partes responsáveis serão responsabilizadas. O delegado da Polícia Civil, no entanto, destacou que será considerado por parte da entidade o fato do erro não ter sido cometido de maneira intencional.

“Esse momento que a gente vive, de mídia, de redes sociais, que vocês conhecem tão bem, é tudo muito perigoso. Uma tecla a gente coloca para a pessoa errada e isso pode acontecer. Tudo deverá ser apurado e as responsabilizações virão. Houve um encaminhamento errôneo junto com outro material e aconteceu o vazamento.”, completou.

O caso

Um adolescente de 13 anos confessou ter matado a mãe, o irmão de sete anos e atirado contra o pai, nesse sábado (19), em Patos, Sertão paraibano. De acordo com o depoimento prestado pelo suspeito à Polícia Civil, o crime teria acontecido após ele ser proibido de jogar virtualmente e ser cobrado para tirar boas notas na escola.

O pai do menino, identificado como sendo o sargento Benedito, tinha saído de casa, mas antes tirou o celular do adolescente por conta do mau-desempenho escolar. Ele foi baleado pelo próprio filho quando chega em sua residência e segue internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. A previsão da equipe médica é de que em até 48 horas ele receba alta para a enfermaria. Há a possibilidade do sargento ficar paraplégico.

Confira o áudio abaixo.

Tocador de áudio

 

Leia mais notícias no Portal 1001 Notícias. 

Acesse: www.1001noticias.com.br

http://www.radiozonasulfm.com

http://www.roberto.1001noticias.com.br

http://www.tv1001noticias.com.br/  

Siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube.

Você também pode enviar informações à Redação do Portal 1001 Noticias pelo WhatsApp (83) 9 88 66 - 50 11

Instagram - https://www.instagram.com/portal1001noticias/

Roberto Noticia  -  Jornalista -  DRT 4511/88  

@1001noticias.com.br - @roberto1001noticias @jornalismo – 

@noticia - @robertonoticia 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente.

Com MAISPB

 



Compartilhe:


Outras Notícias


  • Cássio Cunha Lima revela emoção em retornar ao Parque do Povo no Maior São João do Mundo

  • Bolsonaro soube da gravação telefônica de Milton Ribeiro na Vila Sítio São João e perdeu o apatite

  • Ao lado de Bruno, Bolsonaro chega ao Parque do Povo para prestigiar São João de Campina Grande

avançar voltar